quarta-feira, 22 de agosto de 2018

GUAMARÉ | Município é o 4º que mais investiu em Saúde no Brasil, aponta ranking

O município de Guamaré, localizado no Rio Grande do Norte, foi o que mais investiu em Saúde no Estado, de acordo com a classificação no Ranking dos Municípios do Brasil, divulgado pela Fiocruz Pernambuco. Guamaré é reconhecida nacionalmente com o 4° lugar, considerando o valor investido em saúde pública por pessoa. A avaliação mostra que a prefeitura investe R$3.107,34 por habitante quando a média nacional do valor é de R$743,85.

O destaque de Guamaré se volta para a cobertura de 100% da população pela Estratégia Saúde da Família e Programa Saúde Bucal. A atenção básica atende a população em 14 Unidades Básicas de Saúde distribuídas por todo o território, todas com prontuário eletrônico em funcionamento.

Na média complexidade ambulatorial, o município disponibiliza dois Ambulatórios Médicos Especializados. Os serviços ofertam atendimento em várias especialidades médicas, como também exames complementares, tais como: raio-X, ultrassonografia, eletrocardiograma, endoscopia digestiva, colonoscopia, laringoscopia, retossigmoidoscopia, entre muitos outros.

Além disso, a prefeitura de Guamaré disponibiliza a população um Centro Especializado em Reabilitação, garantindo atendimento em reabilitação nas áreas auditiva, física e intelectual a 26 municípios. Já na média complexidade hospitalar, o município, através da Secretaria de Saúde, atende a toda população de Guamaré e Região, o maior polo de cirurgias eletivas do Rio Grande do Norte.

São mais de 50 tipos de procedimentos cirúrgicos realizados no Hospital Manoel Lucas de Miranda, em várias áreas, que vão desde a ginecológica e obstétrica até a realização de procedimentos ortopédicos de média complexidade por vídeo-artrodcopia.  Com a divulgação dos dados, que pela legislação, o município tem que investir, no mínimo, 15% dos seus recursos em saúde, a prefeitura de Guamaré já investe mais de 18%. Os dados foram divulgados pela Fiocruz Pernambuco, através de informações contidas no Sistema de Informações sobre Orçamento Público em Saúde (SIOPS

Nenhum comentário: