quinta-feira, 1 de novembro de 2018

POLÍTICA | ELE ACEITOU SER O MINISTRO DA JUSTIÇA DO GOVERNO BOLSONARO

O juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava-Jato em Curitiba, aceitou nesta quinta-feira assumir o Ministério da Justiça no governo de Jair Bolsonaro. O magistrado se reuniu por quase duas horas com o presidente eleito em um condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Com a decisão, Moro vai se afastar imediatamente dos processos relacionados ao escândalo do corrupção na Petrobras. A juíza substituta Gabriela Hardt, que na Lava-Jato determinou a prisão do ex-ministro José Dirceu, assume temporariamente os casos.

“Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão. Apos reunião pessoal na qual foram discutidas politicas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito a Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava-Jato seguirá em Curitiba com os valorosos juízes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes”, disse o juiz em nota.

Nos últimos dias, Moro ouviu ponderações sobre os prós e contras de assumir um cargo executivo. Além de ter de deixar a magistratura – o que deverá ser concluído nos próximos meses – o juiz terá de lidar com o discurso de petistas de que suas sentenças no petrolão – que até o momento foram responsáveis por 215 condenações contra 140 pessoas – tiveram viés político.

A narrativa do PT tende a ser potencializada com a proximidade da conclusão do processo em que o ex-presidente Lula é acusado de ter recebido um terreno e um apartamento como propina da empreiteira Odebrecht. Dentro de duas semanas, o ex-presidente deveria ficar cara a cara com o juiz durante depoimento em que Lula é acusado de ter sido beneficiado pelas empreiteiras OAS e Odebrecht com reformas em um sítio em Atibaia. Com a decisão de Moro de se tornar ministro, o magistrado não vai mais tomar o depoimento do petista. Na noite desta quarta-feira, a defesa de Lula questionou mais uma vez a isenção do magistrado ao julgar o petista e pela primeira vez usou como argumento o fato de o juiz ter se aproximado do presidente eleito Jair Bolsonaro, o mesmo que havia afirmado, ao longo da campanha, que pretendia “fuzilar a petralhada”.

ALTO DO RODRIGUES | Concluída limpeza dos cemitérios para o Dia de Finados

Os serviços de roço, limpeza, pintura de meio-fio e retirada de entulhos dos cemitérios municipais foram concluídos pela Prefeitura de Alto do Rodrigues. Os funcionários do município fazem a manutenção dos cemitérios durante todo o ano, mas nesta época, um mutirão é feito para garantir maior conforto aos visitantes.
O cemitério Bom Jesus localizado no centro da cidade, teve a limpeza, pintura e manutenção da rede elétrica concluída nesta quarta-feira (31). O mesmo serviço foi feito nos cemitérios da zona rural do município. Espera-se no feriado de finados, na próxima sexta-feira, 2 de novembro, receber um público bem maior de visitantes durante todo o dia.




ALTO DO RODRIGUES | TA CHEGANDO O DIA. É NESTE SÁBADO A GRANDE FESTA


ALTO DO RODRIGUES | Prefeitura promove evento do ‘Outubro Rosa’ para conscientizar a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama



A Prefeitura Municipal de Alto do Rodrigues, através da secretaria de Saúde, promoveu o dia “D” da Campanha Outubro Rosa nesta terça-feira (30), com ações realizadas com o objetivo de conscientizar, principalmente, o público feminino, da importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.



O evento foi prestigiado com a presença de mulheres em todas as faixas etárias, além da secretária de Saúde Maria Auxiliadora, secretária de Educação Irani Cunha, profissionais da área de saúde, e ainda, recebeu a palestrante, escritora e professora Ana Paz, que relatou a sua experiência com a doença e testemunhou como tratar e vencer o câncer.



A professora recentemente lançou um livro com o título “Câncer de Mama, e dai? Com fé, gratidão e leveza venci o Câncer”.



O Outubro Rosa é um movimento internacional de mobilização contra o câncer de mama que surgiu em 1997 nos Estados Unidos. Desde então, são realizadas ações no mundo inteiro com o objetivo de conscientizar as pessoas em relação à prevenção do câncer de mama pelo diagnóstico precoce e o tratamento imediato, evitando mortes pela doença.



O Câncer de mama é o tipo de câncer mais comum e uma das principais causas de morte em mulheres. Se detectado na fase inicial, as chances de cura

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

ALTO DO RODRIGUES | SUPERMERCADO SOBERANO AVISA AOS CLIENTES E AMIGOS


GUAMARÉ | TRE-RN MARCA DATA DE ELEIÇÃO SUPLEMENTAR NO MUNICÍPIO



A sessão plenária desta terça-feira (30), Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) estabeleceu que as eleições suplementares para os cargos de prefeito e vice-prefeito do município de Guamaré/RN ocorram no dia 09 de dezembro de 2018, conforme calendário disponibilizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para este ano. A decisão foi proferida pelo presidente do TRE-RN, Desembargador Glauber Rêgo, juntamente com os membros da corte eleitoral e a Procuradora Regional Eleitoral do RN.

As eleições suplementares serão realizadas em conformidade com a Resolução do TSE nº 23.280/2010, em virtude da cassação e perda de mandato do prefeito Hélio Willamy, e sua vice, Professora Iracema Maria. O município de Guamaré/RN pertence à 30ª zona eleitoral e possui 13.726 eleitores. O novo pleito ocorre nas mesmas condições de uma eleição convencional, mas com prazos mais curtos; o período para a realização de convenções partidárias ocorre de 01 a 06 de novembro 2018.

terça-feira, 30 de outubro de 2018

ELEIÇÕES | CONFIRA AS VOTAÇÕES DE FATIMA E CARLOS EDUARDO NAS 20 MAIORES CIDADES DO RN

No 2º turno da eleição para o Governo do Rio Grande do Norte neste domingo (28), foi eleita a senadora Fátima Bezerra, derrotando o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves.

Mas, como votaram os eleitores dos vinte maiores colégios eleitorais do estado do Rio Grande do Norte? Nestes vinte municípios, Fátima Bezerra (PT) venceu em dezoito (18), Carlos Eduardo apenas em dois, Natal e Parnamirim, justamente primeiro e terceiro maiores colégios eleitorais. Confira:

Natal

. Carlos Eduardo (PDT): 60,76% (254.199 votos)
. Fátima Bezerra (PT): 39,24% (164.135 votos)

. Ausentes: 18,09% (100.708 votos)
. Brancos: 1,62% (7.368 votos)
. Nulos: 6,67% (30.440 votos)


Mossoró

. Fátima Bezerra (PT): 54,17% (68.713 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 45,83% (58.145 votos)

. Ausentes: 16,75% (29.181 votos)
. Brancos: 2,45% (3.556 votos)
. Nulos: 10,06% (14.595 votos)


Parnamirim

. Carlos Eduardo (PDT): 61,14% (56.369 votos)
. Fátima Bezerra (PT): 38,86 % (35.829 votos)

. Ausentes: 14,72% (17.519 votos)
. Brancos: 2,00% (2.028 votos)
. Nulos: 7,17% (7.273 votos)


São Gonçalo do Amarante

. Fátima Bezerra (PT): 53,25% (26.699 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 46,75% (23.443 votos)

. Ausentes: 15,53% (10.100 votos)
. Brancos: 1,62% (891 votos)
. Nulos: 7,12% (3.913 votos)


Ceará Mirim

. Fátima Bezerra (PT): 73,58 (28.739 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 26,42 (10.321 votos)

. Ausentes: 17,46% (8.992 votos)
. Brancos: 1,71% (727 votos)
. Nulos: 6,41% (2.726 votos)


Macaíba

. Fátima Bezerra (PT): 63,68% (23.355 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 36,32% (13.321 votos)

. Ausentes: 18,52% (9.222 votos)
. Brancos: 2,02% (819 votos)
. Nulos: 7,57% (3.071 votos)


Caicó

. Fátima Bezerra (PT): 64,11% ( 20.520 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 35,89% (11.485 votos)

. Ausentes: 17,37% (7.417 votos)
. Brancos: 1,89% (668 votos)
. Nulos: 7,41% (2.615 votos)


Assu

. Fátima Bezerra (PT): 78,06 (23.976 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 21,94 (6.738 votos)

. Ausentes: 20,03% (8.368 votos)
. Brancos: 1,86% (621 votos)
. Nulos: 6,21% (2.075 votos)


Currais Novos

. Fátima Bezerra (PT): 65,04% (14.090 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 34,96% (7.572 votos

. Ausentes: 19,40% 5.818
. Brancos: 2,18% 527
. Nulos: 8,20% 1.982


Nova Cruz

. Fátima Bezerra (PT): 61,06% (11.335 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 38,94% (7.230 votos)

. Ausentes: 15,98% (3.869 votos)
. Brancos: 1,83% (373 votos)
. Nulos: 6,88% (1.400 votos)


Apodi

. Fátima Bezerra (PT): 68,01% (14.673 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 31,99% (6.902 votos)

. Ausentes: 13,73% 3.688
. Brancos: 1,69% (392 votos)
. Nulos: 5,23% (1.212 votos)


Santa Cruz

. Fátima Bezerra (PT): 65,11% (12.075 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 34,89% (6.470 votos)

. Ausentes: 15,62% (3.703 votos)
. Brancos: 1,44% (288 votos)
. Nulos: 5,89% (1.178 votos)


João Câmara

. Fátima Bezerra (PT): 67,41% (11.995 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 32,59% (5.800 votos)

. Ausentes: 16,40% (3.757 votos)
. Brancos: 1,50% (287 votos)
. Nulos: 5,60% (1.072 votos)


São José de Mipibu

. Fátima Bezerra (PT): 60,78% (12.842 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 39,22% (8.287 votos)

. Ausentes: 20,61% (6.184 votos)
. Brancos: 2,36% (562 votos)
. Nulos: 8,91% (2.123 votos)

Canguaretama

. Fátima Bezerra (PT): 77,49% (13.094 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 22,51% (3.804 votos)

. Ausentes: 18,58% (4.234 votos)
. Brancos: 1,87% (347 votos)
. Nulos: 7,07% (1.311 votos)

Touros

. Fátima Bezerra (PT): 64,14% (10.675 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 35,86% (5.968 votos)

. Ausentes: 19,97% (4.671 votos)
. Brancos: 2,11% (395 votos)
. Nulos: 8,97% (1.678 votos)
Pau dos Ferros

. Fátima Bezerra (PT): 72,75% (10.759 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 27,25% (4.031 votos)

. Ausentes: 18,51% (3.591 votos)
. Brancos: 1,43% (226 votos)
. Nulos: 5,00% (790 votos)


Macau

. Fátima Bezerra (PT): 74,93% (11.590 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 25,07% (3.878 votos)

. Ausentes: 24,04% (5.302 votos)
. Brancos: 1,66% (278 votos)
. Nulos: 6,00% (1.005 votos)


Areia Branca

. Fátima Bezerra (PT): 62,11% (8.821 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 37,89% (5.381 votos)

. Ausentes: 20,60% (4.204 votos)
. Brancos: 2,04% (331 votos)
. Nulos: 10,29% (1.667 votos)


São Miguel

. Fátima Bezerra (PT): 84,00% (9.370 votos)
. Carlos Eduardo (PDT): 16,00% (1.785 votos)

. Ausentes: 22,18% (3.680 votos)
. Brancos: 3,45% (446 votos)
. Nulos: 10,17% (1.314 votos)

Fonte: Com informações do Blog da Christianne Alves

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

ELEIÇÕES | Campanha de Carlos Eduardo comete erro estratégico de marketing eleitoral

A maior lição que ficou deste segundo turno na campanha para o governo do estado do RN, foi sem dúvida, o sentimento de mudança do povo potiguar.

Mas, um fato não menos importante, e que certamente, também contribuiu para o insucesso do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), foi associar incansavelmente o seu nome, a imagem do candidato a presidente da república, Jair Bolsonaro (PSL).

Isso porque, um candidato quando age dessa forma, normalmente o faz, com o objetivo de linkar a sua imagem a um candidato que possua excelente aceitação popular, baixa rejeição e, se ainda possível, que esteja liderando as pesquisas de opinião pública naquela determinada região, onde se pretende alcançar um aumento nas intenções de voto.

Definitivamente, o resultado das urnas comprovaram que esse não era o caso.

Já diz o ditado popular: Antes só, que mal acompanhado. O resultado oficial do TSE vem a corroborar com essa análise de modo muito contundente, pois se o candidato Jair Bolsonaro, foi rejeitado por 63% dos eleitores do estado do Rio Grande do Norte, que optaram por votar em seu adversário, Fernando Haddad, a pergunta que fica é a seguinte:

- Quando um candidato que possui rejeição altíssima, e que ao afinal da apuração, obteve 37% das intenções totais de votos, percentual inclusive menor, que os obtidos pelo próprio candidato a governador, que foram 42% de votos, poderia influenciar positivamente na eleição de Carlos Eduardo?

A última pesquisa Ibope feita no RN e, divulgada na sexta-feira (26), já acenava com esse grau altíssimo de rejeição do candidato Jair Bolsonaro no RN. Uma diferença superior a 20 pontos percentuais, entre o primeiro colocado e o segundo. Que veio a confirmar nas urnas, com uma diferença ainda maior, de quase 30 por cento.

E, se ainda quiserem trazer o comparativo a nível de Estado, para o Alto do Rodrigues, a situação piora mais.

No município, Fernando Haddad obteve 80 por cento dos votos, contra 20%, aproximadamente, de Jair Bolsonaro, e com isso, a conclusão é que esse "voto casado" de Bolsonaro, só trouxe rejeição a Carlos Eduardo. Um candidato com imagem de bom administrador mas, sem um puxador de votos na eleição nacional, que pudesse alavancar a sua candidatura, ao contrário do que aconteceu com Fátima Bezerra, que tinha Fernando Haddad puxando para cima a sua candidatura.

Já nas outras regiões do Brasil, o PT está sendo dizimado, isso é fato.
A onda contra o partido tomou conta do Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. A realidade é totalmente oposta. O mito Bolsonaro tomou conta do País quase todo, menos aqui.

No Nordeste ele ainda não canta de galo. E para isso acontecer, ele terá a oportunidade em quatro anos de mandato, para fazer a população de nordestinos, passar a enxergá-lo diferente. Até lá, muitas águas irão rolar...