quarta-feira, 25 de março de 2020

PANDEMIA - Marx Beltrão doa 50% de seu salário e sugere reduzir remuneração de políticos e do Judiciário

Coordenador da bancada alagoana pede que ministro explique cortes na educação
Após a proposta abortada de reduzir salários de trabalhadores e do alerta do presidente Jair Bolsonaro de que faltará dinheiro para pagar servidores públicos, o deputado federal Marx Beltrão (PSD-AL) propôs nesta quarta-feira (25) cortar na própria carne das autoridades, para reduzir os impactos econômicos do novo coronavírus no Brasil. O coordenador da bancada alagoana no Congresso Nacional anunciou a doação da metade de seu próprio salário líquido de R$ 25.017,38 para quatro instituições de caridade de Alagoas, e sugeriu reduzir os salários da classe política nacional e da elite do Judiciário.

Além de buscar reverter 50% de seu salário, descontados os impostos, para iniciativas de combate ao Covid-19, o ex-ministro do Turismo do governo de Michel Temer se posicionou contra o corte nos rendimentos dos trabalhadores e de servidores públicos. Os salários brutos de um deputado é de R$ 33.763,00, do presidente da República é de R$ 30.934,70, e de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) é de R$ 39.293,32, podendo chegar a R$ 43.615,58, com “abono de permanência”.

Nenhum comentário: