terça-feira, 17 de março de 2020

PANDEMIA - Coronavírus eleva números de atendimentos em unidades de saúde de Natal.


Com a pandemia do novo coronavírus, muitos potiguares buscaram Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Natal em busca de atendimento respiratório, nesta última semana. A informação é do secretário municipal de Saúde, George Antunes.

Segundo George, o levantamento dos números de atendimento está em execução, mas já é possível afirmar o aumento na procura. "Recentemente, muitas informações confiáveis foram divulgadas sobre o Covid-19 na imprensa, mas também tivemos o compartilhamento de notícias falsas na internet. Isso faz com que a preocupação da população aumente", comenta.

A previsão é que março registre o maior volume de atendimentos respiratórios no primeiro trimestre de 2020.

O atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) na capital é realizado através de um protocolo clínico, que analisa os sintomas dos pacientes e determina se o atendimento é de emergência e urgência. Um desses atendimentos foi realizado nesta segunda-feira (16) quando um homem teve contato com uma pessoa doente vinda de Miami, nos Estados Unidos, procurou a UPA Cidade da Esperança.

Segundo relato divulgado em um portal de notícias local, a biomédica responsável pela coleta de sangue do paciente se negou a fazer a testagem com medo de ser infectado pelo vírus.

O secretário informou que já tem conhecimento do caso e que a direção da unidade verifica a denuncia. "Isso é uma falha. Para diagnosticar o vírus por exame é necessário a coleta de secreções e não de sangue, que é usado para hemogramas, por exemplo", explica

Sobre as estratégias de enfrentamento ao Covid-19, George informou que precisa da ajuda dos veículos de comunicação no processo de divulgação das notícias para que as pessoas saibam que o momento não é pânico, mas de prevenção.

O secretário comenta que mais de mil de mil profissionais da saúde do município foram capacitados sobre o novo coronavírus com o objetivo de seguir todas as orientações da vigilância epidemiológica estadual. "Reestruturamos o processo de atendimento nas UBS's e UPA's para não sobrecarregar os hospitais de referências, como o Hospital Giselda Trigueiro, que é recomendado em casos de internação", enfatiza.

Agora RN

Nenhum comentário: