quarta-feira, 22 de abril de 2020

Mossoró: MPT e MP-RN recomendam que agências bancárias ampliem atendimento e controlem filas para evitar contágio pela Covid-19

A Procuradoria do Trabalho no Município (PTM) de Mossoró, em conjunto com as promotorias do Consumidor e do Idoso do MP-RN no município, emitiu recomendação a todas as agências e correspondentes bancários de Mossoró, com medidas a serem adotadas para a proteção trabalhadores idosos e outros grupos vulneráveis ao contágio pelo novo coronavírus nas filas de banco. A recomendação, que também visa a proteção dos bancários, foi enviada nesta terça-feira (21), e os bancos têm o prazo de 5 dias para remeter ao Ministério Público as medidas adotadas para cumprimento da recomendação.

O documento do MPT-RN e do MP do estado recomenda que as agências e correpondentes bancários adotem medidas para atender especificamente os idosos e pessoas que fazem parte de grupos de risco para Covid-19, como horário especial de atendimento e pessoal treinado para atendê-los, em condições de segurança e em espaços adquados, respeitando a distância mínima de 1,5 metro entre cada pessoa e a confidencialidade das informações.

As instituições também recomendam que os bancos reforcem ações de comunicação, com avisos com horários de antendimento, serviços pretados na agência e por outros canais, como telefone ou internet, e contatos (telefones, site, chats) para esclarecimento de dúvidas. Também deve haver ampla comunicação quanto à disponibilização de dias e horários diferenciados para atendimento a idosos e outros grupos de risco.

As medidas previstas na recomendação devem ser atendidas considerando, especialmente, a excepcional presença de beneficiários para saque do auxílio emergencial pago pelo Governo Federal. “Grande parte da fila é de trabalhadores em estado de desemprego ou falta de condições de prestação de seus serviços. Pequenos negócios, feirantes, entregadores. É preciso criar mecanismos para ptroteger esses trabalhadores do contágio com a Covid-19, assim como os trabalhadores dos bancos, que estão atuando sob altíssima exposição”, explica o procurador do MPT em Mossoró Gleydson Gadelha.

Os trabalhadores dos bancos também devem ser protegidos, com garantia de todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários, como máscaras, luvas e álcool em gel. A recomendação conjunta sugere ainda a instalação de anteparos de proteção nos balcões de atendimento e nos caixas eletrônicos, e que seja mantido um número suficiente de trabalhadores para cumprimento dos requisitos das filas externa e interna, com distanciamento de 1,5 metros entre cada pessoa.

O MPT-RN e o MP-RN recomendam, ainda, que os bancos utilizem um plano estratégico com ações efetivas e adequadas para o controle de filas, com ajuda do poder público na elaboração e o apoio, na execução, da Polícia Militar, da Guarda Municipal e do Corpo de Bombeiros.

Anna Ruth

Nenhum comentário: