quarta-feira, 8 de agosto de 2012

MUNDO

Furacões assustam de leste a oeste do planeta

Tufão Haikui Xangai China

Autoridades chinesas e mexicanas entraram em alerta máximo nesta terça-feira (7) por conta da chegada de dois furacões que prometem causar bastante estrago.

No México, o furacão 'Ernesto' chega com ventos de até 165 km/h e promessa de chuvas torrenciais e enchentes. O Serrviço Meteorológico Nacional (SMN) mexicano o considera com alto índice de periculosidade e as autoridades locais já se preparam para a possibilidade de terem que abrigar moradores e turistas em caso de emergência. Cerca de 240 abrigos temporários já estão a postos para atender mais de 80 mil pessoas.

Na noite da última segunda-feira (6) moradores de vilas de pescadores na costa mexicana foram transferidos para abrigos como medida preventiva e a operação do aeroporto de Chetumal foram suspensas até o fim da passagem do furacão. 

As autoridades de Quintana Roo decretaram alerta vermelho (risco máximo) nos municípios de Othón P. Blanco, Bacalar, José María Morelos, Felipe Carrillo Puerto e Tulum, onde a população deve permanecer "atenta a qualquer indicação".

Enquanto isso, do outro lado do mundo, na China, outro evento climático de peso tira o sono das autoridades. É o tufão 'Haikui' que chegou ao país prometendo muito estrago. Cerca de 1,2 milhão de pessoas já deixaram suas casas como medida de segurança - só em Xangai, cidade com 23 milhões de habitantes, quase 400 mil pessoas foram deslocadas para abrigos em estádios e escolas. 

Também foram retiradas de suas moradias quase 500 mil pessoas na província de Zhejiang e 74 mil em Jiangsu.

O 'Haikui' é o primeiro tufão a atingir com força a capital econômica da China desde 2005. Ele chega com ventos de até 150 km/h e fortes chuvas, provocando inundações por onde passa. No porto de Xangai, o mais movimentado do planeta, mais de 6 mil barcos estão ancorados esperando a passagem do tufão, que deve provocar ondas de até 9 metros.

- Xangai se livrou de dúzias de tufões nos últimos anos, mas esse poderá ser o primeiro a representar um desafio real desde 2005 -, alertou o vice-prefeito de Gestão e Planejamento Urbano, Shen Jun.

A cidade cancelou todas as atividades organizadas ao ar livre previstas para os próximos dias, fechou todos seus parques, suspendeu as aulas nos centros educacionais e proibiu qualquer tipo de obras ao ar livre, informa o diário "Shanghai Daily".

Pelo menos 237 voos foram cancelados nesta terça-feira nos dois aeroportos comerciais da metrópole, e as companhias aéreas locais preveem que o mesmo aconteça nesta quarta, sobretudo em voos regionais rumo às cidades do sudeste do país.

'Haikui' é o terceiro tufão a castigar o leste da China na última semana, após a passagem de 'Saola' e 'Damrey', que deixaram 23 mortos e nove desaparecidos, número que se soma aos 13 mortos e três desaparecidos causados pelas chuvas do fim de semana na província central de Hubei.

Nenhum comentário: