quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

POLÍTICA - Ex-deputado lança pré-candidatura e diz que quer ser julgado pelo povo


Em entrevista no sábado (15), em Caicó, o ex-deputado e ex-ministro Henrique Alves anunciou sua pré-candidatura a deputado federal nas eleições de 2022. Disse que está percorrendo o estado para ouvir dos amigos e correligionários e em todos os lugares que vai, tem as pessoas lhe recebido de portas abertas.

Falou da emoção de voltar a São João do Sabugi, onde foi recebido pelos prefeitos Anibal Pereira e Galego Paiva de Ipueira, recordou a data do dia 15, na única cidade que Ulisses Guimarães venceu como candidato a presidente e a lembrança dos 10 anos da morte do ex-prefeito de Caicó e ex-deputado Manoel Torres, seu leal aliado como de seu pai, o ex-governador Aluizio Alves.

Em Caicó, Henrique disse que passou 328 dias em prisão preventiva, que na sua opinião “foi uma coisa absurda, injustificada, sem ter nenhuma sentença contra o mesmo”. No final de 2021, foi absorvido pela justiça. Henrique disse que na prisão injusta, passou por momentos difíceis, mas o cárcere fez ele aumentar a fé em Deus.

Ainda na entrevista, Henrique disse que após absolvido, quer ser julgado pelo povo, pelos seus serviços prestados ao Rio Grande do Norte, pelos seus 11 anos de mandato. Sobre as divergências com o comando do MDB local, Henrique disse que ninguém espere dele uma briga com seu primo Garibaldi Filho ou uma palavra contra a conduta do ex-senador.

Ao fim disse que o que quer somente é o julgamento do povo, e espera que tenha legenda do partido para sua candidatura, pois segundo Henrique Alves, “o MDB é minha casa, minha história e minha vida”.

Fonte: Blog do FM

Nenhum comentário: