segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

CEARÁ-MIRIM - Vice-prefeita acusa prefeito de agressão nas dependências da prefeitura

O prefeito de Ceará-Mirim, Marconi Barretto (PHS), é acusado de agredir a vice-prefeita da cidade, Zélia Santos (PSDB), dentro das dependências da Prefeitura. Segundo testemunhas, o gestor alegava que a sua vice estava tendo acessos a documentos do município que não poderiam vir a público. Com dedo em riste e de forma agressiva, Marconi partiu para cima de Zélia.

A agressão ocorreu na última sexta-feira (15). A vice-prefeita anunciou que vai denunciar Marconi na Delegacia da Mulher nesta segunda-feira (18). O mesmo será feito no Ministério Público. Esta é a segunda vez que Marconi é acusado de agredir uma mulher desde que assumiu a Prefeitura de Ceará-Mirim, em janeiro deste ano. Antes, durante um movimento grevista na educação, o prefeito teria agredido a professora Rosania Bezerra da Cruz.

Zélia afirma não saber a motivação do prefeito para a agressão. “Será que tem algum documento sob suspeita? A Lei de Acesso à Informação não é respeitada em Ceará-Mirim? Nós vamos acionar todos os órgãos fiscalizadores para que as providências sejam tomadas. Não podemos mais aceitar esse tipo de violência contra as mulheres, ainda mais vindo de um gestor público, que deveria servir era de exemplo para a sociedade”, disse.

Do blog: espaço aberto para os esclarecimentos do prefeito Marconi Barreto

Nenhum comentário: