quarta-feira, 25 de outubro de 2017

POLÍTICA - O que acontece com Temer após Câmara barrar a segunda denúncia

A segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), foi barrada nesta quarta-feira (25) pela Câmara dos Deputados.

Em votação nominal no plenário, a maioria dos parlamentares foi favorável ao parecer do relator Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) – que recomendou a rejeição do processo contra Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).

Com a confirmação da decisão, cabe ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), notificar o relator dos processos da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, que determinará a suspensão da denúncia por obstrução da Justiça e organização criminosa até o fim do mandato de Temer – 31 de dezembro de 2018.

Nenhum comentário: